Candidatos Estrangeiros

Pesquisa e Pós-Graduação

Espaço Stricto Sensu
|
Candidatos Estrangeiros

CANDIDATOS ESTRANGEIROS

Visando o progresso das ações de internacionalização da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPG) está trabalhando em seu Regulamento para que os candidatos estrangeiros também possam usufruir do ensino e da pesquisa desenvolvida pelos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu.

A partir deste semestre, por meio do Edital do Processo Seletivo para ingresso no 2º semestre de 2013, será possível a participação de candidatos estrangeiros que residam no Brasil ou no exterior, desde que se inscrevam dentro do período de inscrição pré-estabelecido.


Os candidatos estrangeiros residentes no país deverão realizar os mesmos procedimentos e nas mesmas datas.


Os candidatos estrangeiros residentes no exterior submeter-se-ão a condições especiais de seleção, a serem especificadas nos Regulamentos dos Programas de Pós-Graduação ou em edital.

 

Os candidatos estrangeiros somente podem ser admitidos e mantidos nos cursos de Pós-Graduação oferecidos pela UPM quando apresentarem o documento de identidade válido e de visto temporário ou permanente que os autorize a estudar no Brasil.

Os candidatos estrangeiros deverão demonstrar conhecimento em língua portuguesa e, para o mestrado, em 1 (uma) língua estrangeira e do Doutorado em 2 (duas) línguas estrangeiras, sempre diferentes de sua língua materna.

A princípio, para a proficiência em língua portuguesa, serão aceitos apenas os certificados emitidos pelo Celpe-Bras e pelo Centro de Língua estrangeiras Mackenzie. Para o candidato estrangeiro residente no exterior deverá procurar o consulado brasileiro em seu país, realizar a inscrição e ser aprovado na prova Celpe-Bras. A certificação mínima aceita é o intermediário superior (nota entre 2,76 a 3,50).
 

 

CELPE-BRAS

O Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) é conferido aos estrangeiros com desempenho satisfatório em teste padronizado de português, desenvolvido pelo Ministério da Educação.

O exame é aplicado no Brasil e em outros países com o apoio do Ministério das Relações Exteriores. Internacionalmente, o Celpe-Bras é aceito em firmas e instituições de ensino como comprovação de competência na língua portuguesa e, no Brasil, é exigido pelas universidades para ingresso em cursos de graduação e em programas de pós-graduação.


Outorgado pelo MEC, o Celpe-Bras é o único certificado brasileiro de proficiência em português como língua estrangeira reconhecido oficialmente. É conferido em quatro níveis: intermediário, intermediário superior, avançado e avançado superior. O primeiro teste foi aplicado em 1998.


Desde o 2º semestre de 2009, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é o responsável pelo exame.


Para a inscrição você deve:

– preencher corretamente as informações solicitadas e, ao final, confirmar a inscrição;

– pagar a taxa de inscrição, conforme orientações do Posto Aplicador onde será realizada a prova;

– entregar ao Posto Aplicador comprovante de pagamento da taxa e cópia da documentação exigida (identidade ou passaporte);

– agendar a prova oral no Posto Aplicador.


 Para maiores informações acesse http://portal.inep.gov.br/celpebras.

Manual do CELPE-BRAS

 

 

 

PROGRAMA DE ESTUDANTES-CONVÊNIO DE PÓS-GRADUAÇÃO (PEC-PG)

Os candidatos estrangeiros interessados nas Bolsas PEC-PG (Programa de Estudante-Convênio de Pós-Graduação) deverão participar de processo seletivo específico, conforme determinado pelo Manual do PEC-PG.

O
Programa de Estudantes-Convênio de Pós-Graduação (PEC-PG), criado oficialmente em 1981, oferece bolsas de estudo para nacionais de países em desenvolvimento com os quais o Brasil possui acordo de cooperação cultural e/ou educacional, para formação em cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras.

São oferecidos aos contemplados os seguintes benefícios:
– Vagas em IES brasileiras recomendadas pela Capes, sem custos de matrícula;
– Bolsa mensal no mesmo valor que a oferecida aos estudantes brasileiros, a saber: R$1500,00 para mestrado, com duração máxima de 24 meses, e R$2200,00 para doutorado, com duração máxima de 48 meses; e
– Passagem aérea de retorno ao país do estudante estrangeiro.

O PEC-PG é administrado em parceria por três órgãos:
– Pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE), por meio da Divisão de Temas Educacionais (DCE), a quem cabe a divulgação do Programa no exterior e o pagamento das passagens de retorno dos estudantes;

– pelo Ministério da Educação (MEC), por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a quem cabe a seleção e o pagamento das bolsas de doutorado para estudantes de todos os países participantes e de mestrado para estudantes do Timor-Leste; e

– pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), por meio do Conselho Nacional para Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a quem cabe a seleção e o pagamento das bolsas de mestrado para estudantes de todos os países participantes, com exceção de Timor-Leste.